quarta-feira, 25 de setembro de 2013

É possível fazer uma redação sobre qualquer coisa? O Retorno

Como meus amigos são um bando de loucos corintchá! foi feito outro desafio a minha pessoa, e como sempre... Aceito e missão dada é missão cumprida.

#Se você não entendeu ou não sabe como isso começou clique aqui para ler.

É possível fazer redação sobre qualquer coisa?

A resposta é: Sim!

É um assunto que sempre pensei e um dia como qualquer outro... Estava rondando pelos esgotos da internet quando... Vi uma postagem do Guia do Estudante falando sobre os temas mais inesperados de redação por diversas universidades pelo mundo, se não me engano. E uma das que me chamou mais atenção foi a da universidade de Chicago, até mesmo por explorar uma forma de expressar que está desaparecendo aos poucos de nossos vestibulares que é a forma subjetiva.

Enfim, compartilhei em minha Timeline o post e no meio de tantos comentários eu propus um desafio público para mim. Escrever uma redação dentro da temática em questão. Contudo, poderia comprovar algo que eu tinha quase certeza: É possível escrever sobre qualquer coisa. Basta ter entre tantas outras coisas: Criatividade. 

Modinhas: Vantagens e Desvantagens.

Postei um pouco mais cedo em um dos grupos que participo no Facebook e está para gerar -espero- uma discussão saudável e bastante produtiva sobre o assunto. E aproveitei e enriqueci um pouco o que eu tinha escrito acompanhado desta tirinha. 

Bonsoir à tous. Vamos ignorar o fato da tirinha está se referindo à animês e mangás. E ampliar a zona de acerto desta tirinha. Eu sei que é algo já batido pelas diversas redes sociais,principalmente o facebook, mas nunca é cansativo renovar opiniões sobre o crescimento de pseudo-fãs e suas vantagens e desvantagens. 

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Desadmirável Mundo Novo


Enquanto os artigos desta nova fase não são postadas adianto alguns textos de minha autoria sobre diversas temáticas, esta é sobre: Distopias. Este é o meu ponto de vista sobre o futuro da relação Tecnologia x Humanidade. Baseado nos livros: Fahrenheit 451, Admirável Mundo Novo e Caminho para Wigan Pier.

Reboot

Se a DC rebootou a droga toda com os novos 52, por que eu não posso rebootar meu blog também? 

Vocês devem ter sentido a minha falta ou não durante todo este período que aconteceu tanta coisa na política externa e interna, entre outras áreas. Caso algum de vocês, leitores não sabem o que seja reboot ou muito menos DC e os novos 52.  abaixo se encontra uma explicação rápida e as novas propostas deste blog.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Um Brinde aos idiotas que gostamos.


Observo que alguns valores foram ignorados como a amizade que cada vez mais está sendo banalizada, abaixo segue um texto que eu criei sobre amizade.

 Odeio que se preocupem comigo, algumas pessoas dariam tudo para estar no meu lugar por ter alguém que realmente se preocupe com você, que talvez ficasse sem dormir por você, que ficasse pensando em diversas maneiras para te ajudar.
Não,isso não é amar como pensamos erroneamente a esperar por pessoas que futuramente poderia formar um casal, par, namorados e suas variações.
Isso que devemos esperar numa amizade sincera entre pessoas independente do sexo delas. Afinal amigo em algumas crenças quer dizer “idiota” pois é aquele idiota que quer o seu bem, é aquele idiota que você conta suas aventuras, suas vitórias, suas derrotas, seus desejos, seus medos… e escuta também as dele como fosse a coisa mais importante do mundo.
Muitas vezes colocamos o adjetivo “Melhor” na frente da palavra Amigo, ou seja Melhor Idiota. Esse sabe de detalhes que até sua mãe desconhece, é alvo constante de suas piadas, de sua ira quando algo dar de errado… é ele que tenta te acalmar e muitas vezes recebe espinhos em troca mas isso no calor do momento porque depois estão se falando novamente.
Este melhor Idiota, não sente ciume se por acaso fizer uma outra pessoa de trouxa quero dizer amiga. Ele sabe que o lugar dele está guardado e ninguém tira. A vantagem que o Amigo,quando de verdade, tem sobre o Namorado é que eles podem ser passageiros, e o amigo não.
Portanto não entendo por que as pessoas correm tanto atrás de um amor pensando que é a solução de todos os problemas, as vezes inexistentes, quando pode ser o começo de todos eles, ou o aumento deles… Afinal atualmente amar está tão banal quanto ir ao banheiro e defecar, desculpe o exemplo asqueroso mas é a nojenta verdade.
Tratam pessoas como objeto, saem beijando milhares de bocas para apenas o seu bel-prazer importa. Para depois pagar de coração partido, falar que a vida é injusta, porém não podemos esquecer daqueles que realmente sofrem por amor, sofrem por querer amar alguém e serem amados, mas ninguém dar a devida chance… para concluir este texto que está ficando demasiadamente longo não perca o seu tempo com quem não lhe mereça, não chore por amor, não sofra, passe o seu tempo perturbando o seu Melhor idiota, digo amigo. É mais produtivo.

(Beatriz Araujo, vulgo Lumie Phoenix)